Reflexão: por que não comprar produtos pirata?

Hoje o assunto vai ser um pouco mais sério. Muitas empresas em todos os setores sofrem com a pirataria. Mas quando eu falo todos os setores, que quero me referir a absolutamente todos eles. Há pirataria desde o setor de vestuário até remédios.

Esse tema me pareceu bem legal pra uma postagem quando um professor sugeriu um trabalho de como a pirataria afeta as empresas e o mercado interno, porém nas minhas pesquisas encontrei muito mais do que isso e é muito importante pra você, e todo mundo ao seu redor, saber o porque esses produtos são tão perigosos, inclusive para a saúde.

Vamos começar pela parte que é senso comum:

A pirataria gere um regimento de trabalho escravo, em grande maioria. Pessoas que trabalham por salários muito pequenos e em longas cargas horárias, incluindo idosos e crianças. Além de contribuir para o mercado de tráfico de drogas, tráfico de pessoas, e tudo isso de ruim.

Ok, isso já seria motivos suficientes para pensarmos duas vezes antes de comprar produtos pirata. Talvez não, afinal, eles são tão baratinhos né?! Além do mais eu nem sei quem são essas pessoas e eu não vejo isso acontecer, então não me afeta, certo? Errado.

Essas empresas investem também em produtos de baixíssima qualidade, você pode até pagar metade do preço, mas certamente terá que comprar esse produto três vezes no mesmo tempo que um produto homologado e licenciado duraria. Então qual o custo benefício?

Mas se ainda não está convencido sobre isso, vamos partir pra um ponto um pouco mais pessoal: sua saúde! (E eu não posso deixar de enfatizar essa palavra). Produtos pirata tendem a utilizar, além de materiais de baixa qualidade, que podem ser tóxicos, especialmente relacionados às cores. Me chocou no momento em que eu descobri que alguns brinquedos falsificados, por exemplo, se utilizam de material cirúrgico reciclado na composição. Dá pra imaginar seu filho brincando com um carrinho que é feito com esse material e pintado com uma tinta a base de chumbo (extremamente tóxica à saúde)?

Pois bem, não são só os brinquedos que sofrem desse mal. Outros produtos como eletrônicos também afetam, e muito, a saúde humana. A aferição feita pela Anatel (empresa responsável por eletrônicos no país) é muito importante. Os celulares ou tablets aferidos fora dos padrões delimitados pela empresa podem produzir radiação excessiva.

Além disso, a cópia de produtos é uma utilização dos conhecimentos de terceiros e impede que empresas cresçam tecnologicamente, o famoso Know How. As empresas que são pirateadas acabam perdendo suas vendas, não tendo capital para investir em melhoria dos produtos. Muitas delas acabam até fechando ou demitindo centenas de funcionários por serem prejudicadas no mercado. Opa, mais um revés, geração de desemprego, além do não aumento de capital do país.

Então na lista temos: trabalho escravo, trabalho infantil, tráfico de drogas e pessoas, materiais e tintas que fazem mal pra saúde, nível de radiação excessivo, pausa do crescimento tecnológico, aumento na taxa de desemprego e não aumento do capital nacional.

Acho que são motivos suficientes para pensarmos em trocar nossos hábitos de consumo. Se não por garantir ao país uma economia legal, garantir a saúde, se não garantir a sua saúde, garantir a diminuição do tráfico, se não garantir a diminuição do tráfico, garantir melhores vidas para os trabalhadores escravos.

Pode parecer besteira, mas coisas tão pequenas como essa podem se tornar uma bola de neve, acarretando em vários fatores negativos que, uma hora ou outra, vão chegar à você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s