5G é uma realidade próxima?

Enquanto no Brasil as operadoras dão os primeiros passos com a tecnologia 5G, os usuários estão ansiosos para receber aparelhos preparados para isso e muito mais com a prospecção de uma internet mais rápida em qualquer lugar, sem depender das redes wi-fi. Mas será que esta é uma realidade próxima para o Brasileiro?

Já se ouve falar pelas ruas sobre a tecnologia 5G, mesmo que o leilão de espectro esteja previsto apenas para 2021, as empresas já estão se preparando para o lançamento da conexão. No mês de julho, já foi possível começar a utilizar o 5G DDS em algumas capitais Brasileiras, fazendo com que os usuários já sentissem o gostinho do que está por vir.

O que é o 5G DDS?

Basicamente o 5G funciona a partir da junção de 3 coisas: DSS, 3.5 GHz e ondas milimétricas. Essa onda de 3.5 GHz ainda não está disponível para as operadoras do país, então por enquanto a rede funciona apenas no DSS.

O DDS é um Compartilhamento Dinâmico de Espectro e se trata de uma tecnologia que se utiliza das frequências de rádio já presentes para oferecer uma conexão mais rápida aos usuários. Ele ainda não é exatamente o 5G que está começando a aparecer também em outros países e ainda não permite utilizar 100% da capacidade dessa tecnologia, mas já é um ponto de partida. 

O que muda com o 5G?

Além das mudanças mais óbvias para o usuário, como velocidade da conexão, aumento na qualidade de transmissões, qualidade de imagem de download, entre outros, a rede 5G abre portas para novas possibilidades como o aumento do número de carros autônomos, campanhas publicitárias em tempo real e até mesmo uma melhora no atendimento tele médico.

Quem ganha também são os amantes de jogos, que poderão utilizar da rede muito mais rápida e ainda obter uma melhor qualidade de imagem de qualquer lugar a qualquer hora, sem precisar lidar com jogos travando ou pixelando. 

Outra vantagem é a dependência de redes de wi fi em casa. Por causa da velocidade e expansão da rede, será possível trocar os roteadores usuais pelo próprio telefone. 

E para quem se preocupa em economizar a bateria, a promessa é que a rede não consuma mais (ou muito mais) do que as redes atuais. Mas vale lembrar que o smartphone também precisa estar preparado para receber a tecnologia, por isso antes de trocar o chip é muito importante verificar se ela estará disponível em seu dispositivo. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.