Cuidados ao escolher o carregador do smartphone

Carregar o smartphone é, claro, uma prioridade nos dias de hoje. A quantidade de aplicativos instalados nos aparelhos, até mesmo os de fábrica, descarregam a bateria cada vez mais rápido. Mas o problema é quando o carregador que vem junto com o smartphone estraga. Às vezes, optamos por pagar um preço inferior em um adaptador de parede e acabamos sofrendo com baixa velocidade de carregamento, problemas com a bateria em si ou até mesmo o carregador incendiando devido a sua má qualidade. Por isso é importante ter alguns cuidados ao escolher o carregador para o seu smartphone.

 

Carregadores originais x carregadores genéricos

Apesar das fábricas recomendarem o uso de carregadores originais do aparelho, não há problema nenhum em utilizar carregadores genéricos, desde que se tome alguns cuidados. O ideal é procurar um adaptador de parede que seja compatível com seu smartphone. E como você faz isso?

 

Bem simples. É só olhar no carregador original, os números impressos. Lá você encontra valores de Amperagem, Voltagem e outras informações importantes. Daí é só procurar um carregador genérico no mercado que atenda também a essas especificações.

 

Voltagem dos carregadores

É muito importante se atentar a esse número. Utilizar uma voltagem maior que o suportado pelo celular pode danificar seriamente o aparelho. Os smartphones mais novos já utilizam a padronização de 5V, devido às USB, mas é sempre fundamental se atentar a esta medida.

 

Amperagem

Ao contrário da voltagem, a amperagem não danifica o aparelho “fritando” circuitos. O que pode acontecer é que, quando o adaptador de parede possui uma amperagem menor do que a necessária, ele pode não carregar. Você pode ver isso claramente quando conecta o cabo USB ao adaptador e ao aparelho, e ele consome energia ao invés de carregar. Isso é porque o fluxo de energia gasto é maior que o fluxo de energia recebido pelo smartphone.

 

USB

Aqueles números que as entradas USB carregam (2.0, 3.0, etc) são as evoluções das entradas. Isso vai influenciar na velocidade de transferência de dados e, automaticamente, da velocidade de carregamento também. O mais comum hoje em dia é encontrar cabos com saída USB 2.0, que já é uma entrada bem rápida, porém a versão mais nova e mais rápida é a 3.1, que está sendo aplicada aos produtos recentemente.

 

E claro, para fechar as dicas de ouro, é importante procurar marcas de confiança, com materiais de qualidade e longa duração. Adaptadores e cabos que contam com proteção anti curto circuito e altas cargas são os mais indicados.

 

Gostou das dicas? Segue a gente aí que toda semana tem post fresquinho.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s